Livro

Assinalada junto à estrada de São Roque da Lameira, no lugar das Quintas de Campanhã, a Casa São Roque era uma construção simples de sobrado, de presença discreta, sólida e bem dimensionada, tomando vistas para sul.

 

Entre José Marques da Silva, o arquitecto, e António Ramos Pinto, o gestor, gerou-se a cumplicidade necessária para integrar as competências dos artífices na transformação da casa em palacete ecléctico. Seguiram a concepção burguesa da aparência exterior, sem desperdiçar o requinte interior ou o jardim das japoneiras, uma marca identitária portuense.

 

Este livro percorre a história da casa e dos seus habitantes, acompanhada por um registo fotográfico original e por uma leitura do seu enquadramento paisagístico e das camélias centenárias do jardim.

 

Domingos Tavares é arquitecto, professor Emérito da Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto e investigador do Centro de Estudos de Arquitectura e Urbanismo. Teresa Portela Marques é arquitecta paisagista, professora da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto e Investigadora do Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos. André Cepeda é artista e fotógrafo.

Exposições